LOGOS AJORIO APOIO AJORIO SINCOJOIAS RJ SNCAPP SINCAJOR SINDIJOIAS

Notícias

Luxo e consciência socioambiental estão na origem da startup de joias Lesparc

Marca de lifestyle, iniciando suas atividades produzindo joias, nasce sob o signo da sustentabilidade: a Lesparc será apresentada ao público, pela primeira vez, no Seminário Atualização Tecnológica e o Setor de Joias e Bijuterias, que a Ajorio promove no dia 22 de outubro na Casa Firjan. A apresentação será feita pelo consultor Adriano Mol, como parte da programação do painel “O Outro Lado da Moeda”, que vai reunir cases nacionais de empresas ambiental, social e economicamente responsáveis. O projeto foi desenvolvido pela empresa AIM Design e Consultoria, onde os sócios Adriano e Iara Mol atuaram na gestão de desenvolvimento de produtos, na criação do sistema de identidade visual, branding e posicionamento da marca LESPARC.

A Lesparc é uma marca de life-style que nasceu a partir de um manifesto e de uma proposta de inovação imaginada por André Silva, fundador da Empire Industries, empresa que atua na lapidação e no comércio de gemas brasileira, com ligação biográfica com a mineração de topázio imperial em Ouro Preto (MG). O objetivo da marca é criar uma relação diferenciada de consumo no mercado de luxo, incentivando as pessoas a reconhecerem valores pouco óbvios nos materiais nobres utilizados em produtos de luxo, como a baixa interferência de gemas com pequenas imperfeições na construção de uma joia de alta qualidade e estética adequada ao padrão de consumo a que se destina, dentre outras propostas inovadoras. “No manifesto, André escreve que o mundo pede por mudanças, e que é possível fazer a diferença mesmo em um mercado tão segmentado quanto o de luxo. Ao utilizar as pedras com imperfeições, por exemplo, pode-se valorizar tempo, dinheiro e recursos naturais. É preciso educar os consumidores para que tenham abertura a essas propostas”, comentou Adriano.

A partir desta ideia, Adriano e Iara passaram a atuar, há um ano, na concepção da marca, que será lançada, oficialmente, no próximo ano, mas terá uma exibição especial no Seminário. “A proposta conceitual da marca é reduzir os impactos ambientais e aumentar o retorno social. O modelo de negócios envolve evitar o desperdício de recursos ao otimizar a utilização de todas as variedades de gemas que são mineradas na origem, em vez de evitar a utilização daquelas que tenham mínimas falhas ou que não atendam a um ideal de qualidade impecável”, contou.

Clique aqui para se inscrever.

No aspecto social, a empresa pretende atuar junto à comunidade produtora local e capacitar os jovens da região de Ouro Preto, por meio de um sistema de suporte em que adolescentes da região serão presenteadas com semijoias a cada joia vendida. A campanha envolverá ainda o plantio de uma árvore georeferenciada a cada peça vendida, cujo crescimento poderá ser acompanhado em plataforma online. “Os esforços na esfera social e ambiental buscam ampliar a experiência de consumo que envolve o dispêndio de uma quantia relevante de dinheiro. Ao usar uma joia verdadeira e versátil enquanto ajuda os outros e o planeta, o cliente perceberá todos os valores envolvidos na produção de um produto de materiais preciosos”, é o propósito da marca.

Doutor em Engenharia de Materiais e especialista em design de gemas e joias, Adriano acredita que a associação entre marcas de luxo e consumo consciente pode ocorrer naturalmente. “Os consumidores esperam, na contemporaneidade, que todos os produtos sejam projetados com vistas ao consumo consciente, mesmo na classe dos considerados supérfluos”, afirmou. “Por meio da atribuição de novos valores além dos intrínsecos aos materiais, como valores sociais, ambientais e culturais, simbólicos, emocionais e funcionais, vamos atender aos anseios da nova geração de consumidores, e agir em prol do desenvolvimento sustentável no nosso setor e no planeta”, concluiu.

O Seminário Atualização Tecnológica e o Setor de Joias e Bijuterias chega ao seu sexto ano consecutivo com a missão de levar informações e promover o debate em torno dos principais assuntos de interesse coletivo das empresas de gemas, joias, bijuterias, relógios e afins de todo o Brasil. Esta edição terá como tema a sustentabilidade, questão que vai nortear debates, painéis e entrevistas com os principais stakeholders e especialistas do setor. O evento é uma realização da Ajorio em parceria com a Firjan e o IBGM. Para fazer a inscrição e conferir a programação completa, clique aqui.

Sobre o palestrante

  Foto Adriano Mol      
  Adriano Aguiar Mol (Doutor em Engenharia de Materiais/UFOP) é especialista em design em gemas e joias, desde 1990. Trabalhou como exportador de gemas e joias com experiência internacional na Ásia, Europa e EUA e no mercado nacional em todo o Brasil. Desde 2004, presta consultoria para empresas e instituições privadas como a AngloGold Ashanti, o Sebrae, o Instituto Brasileiro de Gemas e Joias (IBGM). Foi premiado no Brasil, Antuérpia e Hong Kong. Desde 2005 é professor na Universidade do Estado de Minas Gerais/UEMG envolvido em atividades de pesquisa e educação, tendo assumido em 2018 a coordenação do Centro de Estudos em Design de Gemas e Joias.      

Notícias

 

 

SISTEMA AJORIO

 

sistem ajorio

 

 

PRINCIPAIS PARCEIROS

 

parceiros2013b

SEBRAE RJ FECOMÉRCIO RJ FIRJAN IBGM SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO INT PUC RIO

 

 

 

REDES SOCIAIS

 

 

 

 

 

logositeajorio

Av. Graça Aranha, 19 - Grupo 404 - Centro
Rio de Janeiro - RJ - CEP - 20030-002
ajorio@ajorio.com.br

Tel: (21) 2220 8004