LOGOS AJORIO APOIO AJORIO SINCOJOIAS RJ SNCAPP SINCAJOR SINDIJOIAS

Notícias

A caminho do desenvolvimento sustentável

Atenta às transformações que vêm mudando a forma de consumo e a relação entre marcas e clientes, a Associação dos Joalheiros e Relojoeiros do Rio de Janeiro - Ajorio elegeu a sustentabilidade como tema da sexta edição do Seminário Atualização Tecnológica e o Setor de Joias e Bijuterias, que será realizado no próximo dia 22 de outubro, na Casa Firjan, em parceria com a Firjan e o Instituto Brasileiro de Gemas e Metais Preciosos - IBGM.

O evento vai reunir empresas e entidades representativas do setor, com a presença do presidente da CIBJO (The World Jewellery Confederation), Gaetano Cavalieri, que vai conduzir a palestra “As portas estão se fechando no mundo para empresas não sustentáveis”, e, em seguida, será entrevistado pela presidente da Ajorio, Carla Pinheiro.  A abertura estará a cargo do presidente da Firjan, Eduardo Eugênio Gouvêa Vieira, da presidente do IBGM, Roseli Duque e de Carla Pinheiro, que apresentará o tema: “Afinal, o que significa ser sustentável no nosso setor?”

Palavra muito falada, porém, algumas vezes mal compreendida, a sustentabilidade – vista no contexto dos negócios de gemas, joias e bijuterias - foi escolhida como tema central desta edição do seminário pela urgência detectada entre os empresários de se adequarem aos parâmetros globais de desenvolvimento. “As companhias estão tendo que rever suas práticas a fim de garantir sua própria sobrevivência. A medida em que os recursos do planeta se esgotam, todo o processo de produção está em xeque. E o consumidor está atento a este movimento, fiscalizando a origem dos produtos e selecionando empresas éticas.  O mundo está avançando e o Brasil precisa acompanhar esta evolução”, disse a presidente da Ajorio, Carla Pinheiro.

A sustentabilidade é o equilíbrio entre o crescimento econômico e a conservação dos recursos naturais, sempre cuidando para que as próximas gerações não esgotem sua capacidade de uso destes recursos. O termo foi cunhado pela Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, criada pelas Nações Unidas, e, posteriormente, evoluiu para o conceito de desenvolvimento sustentável, que sugere uma maior integração entre as dimensões econômica, social e ambiental.

A fim de atingir um patamar de harmonia entre o bem-estar social e a conservação dos recursos do planeta, as Nações Unidas definiram, em um documento publicado em 2015, os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODs) e 169 metas, que constituem um plano de ação mundial para as pessoas, para o planeta e para a prosperidade. E o que o setor de joias tem a ver com tudo isso? Nos últimos anos, práticas de responsabilidade social tornaram-se parte de um número crescente de empresas, que cada vez mais precisam se conscientizar de que são parte integrante do mundo, e não consumidoras do mundo. Portanto, estar alinhado aos objetivos da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável deve estar na estratégia de qualquer corporação que deseje garantir sua sobrevivência no século XXI.

“Sustentabilidade, hoje, não é só uma questão ambiental. Envolve visões como uma conduta ética e transparente nos negócios, e conceitos como logística reversa, economia circular, solidária e regenerativa, entre outras ideias que estão norteando a conduta das companhias no mundo atual. A fim de trazer estes conceitos para os empresários, procurando contextualizar com a realidade do nosso setor e do País, é que elegemos a sustentabilidade como o tema deste ano do Seminário”, comentou a diretora-executiva da Ajorio, Angela Andrade.

Desafios e expectativas

Na última edição, o evento reuniu os principais stakeholders e especialistas para discutir os gargalos do setor. Os debates realizados deram origem a um documento que apresenta o potencial da indústria de gemas, joias e bijuterias no Brasil, destacando sua relevância na geração de empregos e no crescimento econômico brasileiro, a ser entregue ao Governo Federal.

O tema da sustentabilidade, portanto, vai complementar este trabalho de reflexão sobre a cadeia de valor da joia. “Ano passado, nos concentramos nos desafios que precisamos enfrentar para crescermos como setor. Desta vez, vamos discutir como se dará este crescimento. Quais são os parâmetros de sustentabilidade que precisamos adotar para nos mantermos vivos no século XXI”, explicou Angela. Com esta proposta, o corpo jurídico da  Ajorio, Firjan e IBGM está elaborando a “Cartilha de Integridade do Setor”, que vai nortear a conduta das empresas de acordo com os modernos conceitos de desenvolvimento sustentável.

Outro gol de placa desta edição foi o convite feito ao presidente da CIBJO, Gaetano Cavalieri, que prontamente aceitou participar do Seminário com a missão de mostrar como a sustentabilidade vem sendo incorporada às estratégias empresariais pelo mundo, mudando paradigmas e definindo condutas. Para absorver o máximo de conhecimento deste encontro, o Seminário inovou no formato, propondo uma entrevista com Cavalieri conduzida por Carla Pinheiro. Interessados em participar podem enviar a pergunta para o e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., com o texto “Entrevista com Cavalieri” no assunto.

Acompanhe as novidades da programação através do nosso site e redes sociais.

Notícias

 

 

SISTEMA AJORIO

 

sistem ajorio

 

 

PRINCIPAIS PARCEIROS

 

parceiros2013b

SEBRAE RJ FECOMÉRCIO RJ FIRJAN IBGM SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO INT PUC RIO

 

 

 

REDES SOCIAIS

 

 

 

 

 

logositeajorio

Av. Graça Aranha, 19 - Grupo 404 - Centro
Rio de Janeiro - RJ - CEP - 20030-002
ajorio@ajorio.com.br

Tel: (21) 2220 8004