LOGOS AJORIO APOIO

Notícias

Seminário vai reunir entidades de todo o País para debater o setor de joias, gemas e bijuterias

Clique aqui e acesse a programação

 

O Centro Sebrae de Referência do Artesanato Brasileiro (CRAB) recebe, no dia 13 de novembro, o V Seminário de Atualização Tecnológica e o Setor de Joias e Bijuterias, com a missão de estabelecer uma agenda positiva visando ao pleno desenvolvimento do setor de joias, gemas e bijuterias. O evento é promovido pelo Sistema Ajorio, em parceria com a Firjan, o Sebrae/RJ, Instituto Brasileiro de Gemas e Metais Preciosos (IBGM) e International Colored Gemstone Association (ICA).

De acordo com a presidente da Ajorio, Carla Pinheiro, esta edição do seminário terá um caráter diferenciado, em função de acontecer logo em seguida ao pleito de 2018. “Decidimos aproveitar o momento, em que já teremos os novos governantes eleitos, para debater os principais entraves que, há anos, dificultam o crescimento do setor e propor medidas eficazes que fortaleçam este importante segmento da economia”, afirmou.

O Brasil abocanha metade do mercado de joias na América Latina, que movimentou US$ 7,5 bilhões em 2017, segundo estudo da consultoria Euromonitor International. Para o IBGM, no entanto, faltam incentivos para a produção de artefatos de joalheria no mercado nacional, e a consequência é que boa parte das exportações brasileiras corresponde à matéria-prima em estado bruto, sem valor agregado.

v seminario capaface


Segundo o diretor-executivo do IBGM, Écio Morais, o seminário vai reunir representantes de associações, sindicatos e empresários de diversas regiões do País, para a construção de uma agenda horizontal que contemple as especificidades de cada polo produtor. “Já temos os principais tópicos mapeados, mas precisamos atualizar a agenda. Como entidade nacional, o IBGM está capitaneando a elaboração deste documento, mas o Brasil é um país de dimensão continental, cada associação de classe tem suas particularidades que devem estar necessariamente contempladas no projeto”, afirmou.

Segundo a diretora-executiva da Ajorio, Angela Andrade, as mesas de debates e painéis serão formadas em torno de três grandes temas: apresentação dos principais desafios para o crescimento do setor, a necessidade permanente de adequação tributária e a construção de uma agenda desenvolvimentista para o setor. “Além disso, vamos ter uma palestra sobre o novo cenário político e econômico e um painel com os melhores cases internacionais, que serão apresentados pelo presidente do ICA”, informou.

Maior país produtor e consumidor de joias do mundo, a Índia tem um setor joalheiro que corresponde a 7% do PIB, e é o terceiro maior empregador do país, com cerca de 2,5 milhões de empregos diretos. Na década de 70, Índia e Brasil equiparavam-se em termos de exportação, registrando U$S 30 milhões/ ano. Passados quase 50 anos, o país asiático exporta US$ 3 bilhões, enquanto o Brasil permanece estagnado na mesma cifra. “Nosso mercado industrial joalheiro corresponde a apenas 0,24% do PIB, e emprega 93 mil pessoas diretamente. Vamos trazer os cases internacionais ao seminário para pensar que lições o Brasil pode aprender para fortalecer o setor, com condições, inclusive de movimentar o PIB nacional”, explicou Angela.

Pelo quinto ano consecutivo, a Ajorio realiza o Seminário de Atualização Tecnológica com a proposta de levar informações e promover o debate em torno dos principais temas de interesse coletivo das empresas de gemas, joias, bijuterias, relógios e afins do Rio de Janeiro. 


 

 

SISTEMA AJORIO

 

sistem ajorio

 

 

PRINCIPAIS PARCEIROS

 

parceiros2013b

SEBRAE RJ FECOMÉRCIO RJ FIRJAN IBGM SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO INT PUC RIO

 

 

 

REDES SOCIAIS

 

 

 

 

 

logositeajorio

Av. Graça Aranha, 19 - Grupo 404 - Centro
Rio de Janeiro - RJ - CEP - 20030-002
ajorio@ajorio.com.br

Tel: (21) 2220 8004