Slide background

Receba em primeira mão informações sobre eventos, feiras, cursos, palestras e muito mais!

Já vai embora?

CLIQUE AQUI PARA SE CADASTRAR

Do mundo para Ipanema: o caminho inverso da Creative Brazil

A Creative Brazil foi fundada por Ana Clark, em 2003. Filha de arquitetos e formada em Turismo, como uma boa empreendedora que é até hoje, teve uma agência de viagens por sete anos.

Um belo dia, incentivada por uma amiga, Ana resolveu entrar também no mundo das joias e, por um tempo, conseguiu conciliar as duas atividades. Porém, depois de alguns meses, optou só pelas semijoias e, por uma dessas ironias do destino, acabou viajando mais do que quando era uma Agente de Viagens.

Ao contrário da grande maioria dos empresários que começa seu negócio no Brasil e na própria cidade, a viajante fez o caminho inverso e foi vender suas peças com banho de ouro primeiro no exterior (EUA). Em 2003, ela fez a sua primeira feira em Los Angeles, na Califórnia.


" Lembro do primeiro dia, eu chegando naquele Los Angeles Convention Center enorme e pensando: 'será que meu estande existe mesmo?' , confidenciou Ana. "E por sorte lá estava ele, número 524, escrito CREATIVE BRAZIL! Agora é para valer! O sonho virou realidade! Nunca vou me esquecer desse dia! ", relembrou a empresária.

A feira não foi das melhores, mas Ana pode sentir o potencial que tinha o seu produto. Clientes se interessavam pela criatividade, originalidade e o processo manual de fabricação. Era a motivação que ela precisava para voltar seis meses depois a Los Angeles e, logo em seguida, a San Francisco. Depois, Ana conquistou o mundo! Vieram feiras no Estados Unidos, México e Europa.

" Tive que aprender tudo sobre exportação, moda e as tendências de outros países. Foi algo bastante desafiador entrar no mercado internacional, dominar outros idiomas, costumes... Porém na medida em que as feiras chegavam, eu já me animava para a próxima. Eu me sentia jogando 'War', conquistando o mundo! Às vezes ficava de quatro a cinco meses nos EUA, de cidade em cidade, avião em avião, hotel em hotel. Sentia saudade de estar em casa. Cheguei ao cúmulo de ter saudades de lavar louça", brincou Ana Clark.

Nesses mais de 15 anos de mercado, Ana conheceu muitas pessoas de diversas nacionalidades. Clientes, fornecedores, amigos. Essas relações se mantém até hoje! Atualmente, alguns desses contatos se tornaram representantes comerciais espalhados pelo mundo.

O resultado, após 10 anos de muitas viagens e bastante trabalho, pode ser visto em mais de 400 lojas que vendem Creative Brazil nos Estados Unidos, Europa, Canadá e América Latina.

"Viajar parece glamoroso, porém é muito cansativo. Principalmente, quando se tem filho pequeno!", admitiu a dona da marca internacional.

Mariana, sua filha, nasceu em San Francisco, na Califórnia, entre uma feira e outra.

Em 2013, Ana começou a desenvolver uma coleção para o Brasil, que pode ser encontrada em feiras de moda no Rio de Janeiro e em lojas espalhadas por algumas cidades do país.

"A partir de 2014, comecei a desenvolver uma coleção para ser vendida no nosso país. Minha ideia e ficar "um pouquinho" mais no Brasil , viajar menos. E principalmente investir mais na loja virtual, que é um grande negócio e um enorme mercado!", revelou a viajante.

Ana foi para uma longínqua praia do litoral do Piauí, um vilarejo chamado Maramar. Nesse paraíso, que é uma pequena aldeia de pescadores, a empreendedora do bem desenvolveu um projeto para ensinar às mulheres do povoado a montarem bijuterias e a criarem algumas peças da sua marca.

Em 2017, Ana abriu sua primeira loja em Ipanema, no Rio de Janeiro.

Agora é apostar para saber qual será a nova empreitada dessa carioca, que é uma cidadã do mundo e tem ideias brilhantes.

Assine nossa News

Informe seu melhor email para receber as últimas notícias do setor de joias e bijuterias.
Você é empresário do setor de joias e bijuterias?

Instagram Feed

 

Assine nossa News

Informe seu melhor email para receber as últimas notícias do setor de joias e bijuterias.

Você é empresário do setor de joias e bijuterias?