Slide background

Receba em primeira mão informações sobre eventos, feiras, cursos, palestras e muito mais!

Já vai embora?

CLIQUE AQUI PARA SE CADASTRAR

Joalheria Regina: tradição e modernidade no interior do Rio de Janeiro

Fundada em 1955, a Joalheria Regina é sinônimo de tradição e, ao mesmo tempo, modernidade. A primeira loja foi fundada em Barra Mansa e, naquele momento o garoto Manoel Teodoro dos Santos havia sido contratado como office boy. Visionário, Manoel foi galgando seu espaço na empresa, passou a vendedor, gerente e em 1999, adquiriu a loja e então a família passou a administrar o negócio.

Com a nova administração veio também a vontade de fazer o negócio crescer. A primeira filial foi fundada em Volta Redonda, depois mais duas unidades em Resende e em outubro de 2018, uma loja totalmente repaginada num dos pontos mais badalados de Volta Redonda: o Shopping Park Sul. Para esta loja, todos os detalhes foram pensados para criar uma melhor experiência de compra para o consumidor e atrair um novo público. “A vitrine de relógios é aberta, o consumidor tem a experiência de tocar no produto, experimentá-lo, não há vendedores em nossa loja, mas sim consultores de joias, o que ajuda nossos clientes” – conta Leonardo dos Santos que junto com seu irmão Eros administram o negócio do pai.

Em suas lojas, a Joalheria Regina apresenta uma variedade de joias em ouro e pedras preciosas e relógios de marcas conhecidas como Mido, Frederique Constant e Victorinox.

Na hora de escolher um novo mix de produtos, os irmãos Santos, sempre aconselhados pelo pai, são extremamente exigentes com seus fornecedores e estes são escolhidos com muito critério: “nós escolhemos fornecedores que tenham selo de qualidade e estejam de acordo com o mercado e as normas” – conta Leonardo. Apesar de manter a tradição em suas escolhas, os irmãos ficam atentos as novidades, renovando seus produtos para atender cada vez melhor seus clientes, que estão cada dia mais exigentes.

Uma das estratégias da marca é o atendimento apenas nos pontos físicos. Apesar de utilizarem as redes sociais como canal de comunicação, as vendas são feitas somente nas lojas da grife. “Priorizamos o momento da compra, a experiência do consumidor, o toque e o olho-no-olho” – finaliza Leonardo.

Assine nossa News

Informe seu melhor email para receber as últimas notícias do setor de joias e bijuterias.
Você é empresário do setor de joias e bijuterias?

Instagram Feed

 

Assine nossa News

Informe seu melhor email para receber as últimas notícias do setor de joias e bijuterias.

Você é empresário do setor de joias e bijuterias?